F1 2012 – Mercedes W03

Hoje a Mercedes divulgou as imagens do shakedown que fez com o novo carro em Silverston na última quinta feira.

O Limite de 100 km foi respeitado para que o treino não fosse considerado teste, o primeiro teste oficial será realizado amanhã em Barcelona.

FORMULA 1 GRAN PREMIO SANTANDER D’ITALIA 2011

Aconteceu neste fim de semana, não assisti a corrida inteira, por isso é difícil comentar algo, mas assisti o suficiente para dizer que foi ótima.

Primeiro, fiquei feliz ao ver a classificação de Bruno Senna, décimo colocado, isso porque economizou seus pneus e não marcou tempo no Q3, a corrida prometia. Quando acordei no domingo, corri para  checar o Live Timing, pois a corrida já havia começado, vi o Bruno no fim da fila com uma parada e já pensei que ele teria se envolvido em algum acidente na largada novamente, mas ao ligar a TV, vi que na verdade foi uma estratégia, e uma ótima estratégia, diga-se.

Outro espetáculo foi ver a briga de Schumacher e Hamilton, não sei porque o carro do inglês não passava dos 330 km/h, exatamente a mesma velocidade do alemão, a asa móvel não adiantava nada, e quando Hamilton conseguiu ultrapassá-lo, Schumacher contornou melhor a curva e retomou a posição. Isso perdurou até algumas voltas após a primeira rodada de Pit Stops.

Assim que Lewis Hamilton passou Schumacher, precisei sair e só fiquei sabendo resultado algumas horas depois:

Pos No Piloto Equipe Voltas Tempo/Abandono Grid Pts
1 1 Sebastian Vettel RBR-Renault 53 1:20:46.172 1 25
2 4 Jenson Button McLaren-Mercedes 53 +9.5 secs 3 18
3 5 Fernando Alonso Ferrari 53 +16.9 secs 4 15
4 3 Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 53 +17.4 secs 2 12
5 7 Michael Schumacher Mercedes 53 +32.6 secs 8 10
6 6 Felipe Massa Ferrari 53 +42.9 secs 6 8
7 19 Jaime Alguersuari STR-Ferrari 52 +1 Lap 18 6
8 15 Paul di Resta Force India-Mercedes 52 +1 Lap 11 4
9 9 Bruno Senna Renault 52 +1 Lap 10 2
10 18 Sebastien Buemi STR-Ferrari 52 +1 Lap 16 1
11 12 Pastor Maldonado Williams-Cosworth 52 +1 Lap 14
12 11 Rubens Barrichello Williams-Cosworth 52 +1 Lap 13
13 20 Heikki Kovalainen Lotus-Renault 51 +2 Laps 20
14 21 Jarno Trulli Lotus-Renault 51 +2 Laps 19
15 24 Timo Glock Virgin-Cosworth 51 +2 Laps 21
NC 22 Daniel Ricciardo HRT-Cosworth 39 +14 Laps 23
Ret 17 Sergio Perez Sauber-Ferrari 32 Gearbox 15
Ret 16 Kamui Kobayashi Sauber-Ferrari 21 Gearbox 17
Ret 14 Adrian Sutil Force India-Mercedes 9 Steering 12
Ret 2 Mark Webber RBR-Renault 4 Accident 5
Ret 25 Jerome d’Ambrosio Virgin-Cosworth 1 Gearbox 22
Ret 10 Vitaly Petrov Renault 0 Accident 7
Ret 8 Nico Rosberg Mercedes 0 Accident 9
Ret 23 Vitantonio Liuzzi HRT-Cosworth 0 Accident 24

Vettel em primeiro, não é novidade. Schumacher em quinto é inusitado, considerando a situação que se encontra a Mercedes, o destaque mesmo foi para os quatro últimos a pontuar, Alguersuari, di Resta, Bruno Senna e Buemi fizeram bonito, especialmente o brasileiro, que com esse resultado pode abrir muitas portas, basta manter esse desempenho nas próximas seis corridas do campeonato e o contrato estará assinado.

FORMULA 1 GRAND PRIX DE MONACO 2011 (2)

E não é que Mônaco surpreendeu?

Quando Sebastian Vettel fez a pole no sábado previ uma procissão com vitória do pole, como é tradição nesta pista, inclusive citei que Jenson Button teria de tirar alguma carta da manga para superar Vettel.

Relargada (Foto: FOWC Ltd.)

Mas a corrida surpreendeu em todos os sentidos, a combinação KERS+DRS+Pirelli deram certo novamente, e assistimos um show de corrida, ao nível que Mônaco merece: disputas intensas; manobras arriscadas, Lewis Hamilton protagonizou as principais; ultrapassagens impressionantes, como a de Barrichello sobre Schumacher e de Schumacher sobre Nico Rosberg; e os três primeiros colocados brigando pela liderança até o final da corrida.

Rubens Barrichello surpreende Michael Schumacher e consegue a ultrapassagem (Foto: FOWC Ltd.)

Michael Schumacher acha espaço e faz uma bela ultrapassagem em cima de Nico Rosberg (Foto: FOWC Ltd.)

Houveram muitas disputas por posição, é de encher os olhos ver a velocidade em que aqueles carros cruzam as ruas do principado, as distâncias mínimas dos Guard-Rails que tira o fôlego de qualquer um, como se não bastasse a preocupação que os pilotos têm nesse sentido, eles ainda conseguem espaço para pressionar o rival à frente. Felipe Massa e Michael Schumacher chegaram a se tocar e Massa perdeu um tequinho do bico, que não atrapalhou seu rendimento e acabou ultrapassando o alemão em seguida , Vettel, Alonso e Button, nesta, os três primeiros ficaram na disputa por várias voltas, liderados por Vettel que fazia milagres com o carro perdendo aderência devido ao desgaste dos pneus e foi salvo na volta 69, quando o acidente envolvendo Petrov e Alguersuari interrompeu a prova.

Disputa pela Liderança (Foto: FOWC Ltd.)

O Anti-clímax foi Lewis Hamilton, que já havia tomado uma punição no Q3 por cortar a chicane, fez uma bela largada chegou a fazer uma bela ultrapassagem sobre Michael Schumacher, mas parece ter relembrado seus tempos de estreante em 2007, se empolgou e por onde passava deixava um rastro de destruição, acabou com a corrida de Felipe Massa e de Pastor Maldonado, cumpriu drive-throug e fui punido com 20s no tempo final, ainda conseguiu a sexta colocação. Depois ainda tem coragem de falar que foi punido por ser negro…

Hamilton ultrapassa Schumacher (Foto: FOWC Ltd.)

Eis o resultado provisório:

Pos No Piloto Equipe Voltas Tempo/Abandono Grid Pts
1 1 Sebastian Vettel RBR-Renault 78 2:09:38.373 1 25
2 5 Fernando Alonso Ferrari 78 +1.1 secs 4 18
3 4 Jenson Button McLaren-Mercedes 78 +2.3 secs 2 15
4 2 Mark Webber RBR-Renault 78 +23.1 secs 3 12
5 16 Kamui Kobayashi Sauber-Ferrari 78 +26.9 secs 12 10
6 3 Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 78 +47.2 secs 9 8
7 14 Adrian Sutil Force India-Mercedes 77 +1 Lap 14 6
8 9 Nick Heidfeld Renault 77 +1 Lap 15 4
9 11 Rubens Barrichello Williams-Cosworth 77 +1 Lap 11 2
10 18 Sebastien Buemi STR-Ferrari 77 +1 Lap 16 1
11 8 Nico Rosberg Mercedes 76 +2 Lap 7
12 15 Paul di Resta Force India-Mercedes 76 +2 Lap 13
13 21 Jarno Trulli Lotus-Renault 76 +2 Lap 18
14 20 Heikki Kovalainen Lotus-Renault 76 +2 Lap 17
15 25 Jerome d’Ambrosio Virgin-Cosworth 75 +3 Lap 21
16 23 Vitantonio Liuzzi HRT-Cosworth 75 +3 Lap 23
17 22 Narain Karthikeyan HRT-Cosworth 74 +4 Lap 22
18 12 Pastor Maldonado Williams-Cosworth 73 Accident 8
Ret 10 Vitaly Petrov Renault 67 Accident 10
Ret 19 Jaime Alguersuari STR-Ferrari 66 Accident 19
Ret 6 Felipe Massa Ferrari 32 Accident 6
Ret 7 Michael Schumacher Mercedes 32 Airbox fire 5
Ret 24 Timo Glock Virgin-Cosworth 30 Suspension 20
DNS 17 Sergio Perez Sauber-Ferrari

2011 FORMULA 1 PETRONAS MALAYSIA GRAND PRIX

Algumas imagens valem mais do que mil palavras, não consegui postar algo sobre os treinos livres, e mais um pouco que eu demorasse ia sobrar só a corrida, mas achei algumas imagens no site da Formula 1 que retratam bem as situação na Malásia.

A primeira delas mostra Schumacher com um grande sorriso no rosto, provavelmente quando chegava no circuito.

Michael Schumacher (Foto:Sutton Images)

Michael Schumacher (Foto:Sutton Images)

 

Assim como na imagem, o alemão parece estar brincando de pilotar, as promessas de andar na frente com os novos pneus, pelo menos por enquanto, não estão sendo cumpridas, Schumacher larga em 11º.

A outra mostra Adrian Newey e Christian Horner passeando pelo Paddock.

Christian Horner e Adrian Newey no Paddock malaio (Foto:Sutton Images)

Christian Horner (à esquerda) e Adrian Newey no Paddock malaio (Foto:Sutton Images)

 

Na pista também tem sido assim, a Red Bull iniciou a temporada com a corda toda, fez a pole e venceu em Melbourne, e acredito que vá fazer igual na Malásia, pois Vettel já é pole, e Webber terceiro, largando logo atrás do companheiro.

A última imagem é do carro da Hispania, com Narain Karthikeyan, fumaçando.

Narain Karthikeyan pilotando a Hispania (Foto: Sutton Images)

Narain Karthikeyan pilotando a Hispania (Foto: Sutton Images)

A Hispania não conseguiu largar em Melbourne, por um milagre largará na última fila na Malásia, por essa imagem, duvido que o motor aguente toda a corrida, arrisco até dizer que o carro não chegará ao final da temporada… vai virar fumaça.

É isso, às 5h da manhã largarão, pela primeira vez, os 24 carros no grid da Malásia:

Pos No Driver Team Q1 Q2 Q3 Laps
1 1 Sebastian Vettel RBR-Renault 1:37.468 1:35.934 1:34.870 12
2 3 Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 1:36.861 1:35.852 1:34.974 19
3 2 Mark Webber RBR-Renault 1:37.924 1:36.080 1:35.179 17
4 4 Jenson Button McLaren-Mercedes 1:37.033 1:35.569 1:35.200 15
5 5 Fernando Alonso Ferrari 1:36.897 1:36.320 1:35.802 14
6 9 Nick Heidfeld Renault 1:37.224 1:36.811 1:36.124 9
7 6 Felipe Massa Ferrari 1:36.744 1:36.557 1:36.251 13
8 10 Vitaly Petrov Renault 1:37.210 1:36.642 1:36.324 9
9 8 Nico Rosberg Mercedes 1:37.316 1:36.388 1:36.809 17
10 16 Kamui Kobayashi Sauber-Ferrari 1:36.994 1:36.691 1:36.820 13
11 7 Michael Schumacher Mercedes 1:36.904 1:37.035 12
12 18 Sebastien Buemi STR-Ferrari 1:37.693 1:37.160 13
13 19 Jaime Alguersuari STR-Ferrari 1:37.677 1:37.347 12
14 15 Paul di Resta Force India-Mercedes 1:38.045 1:37.370 12
15 11 Rubens Barrichello Williams-Cosworth 1:38.163 1:37.496 15
16 17 Sergio Perez Sauber-Ferrari 1:37.759 1:37.528 10
17 14 Adrian Sutil Force India-Mercedes 1:37.693 1:37.593 9
18 12 Pastor Maldonado Williams-Cosworth 1:38.276 8
19 20 Heikki Kovalainen Lotus-Renault 1:38.645 8
20 21 Jarno Trulli Lotus-Renault 1:38.791 8
21 24 Timo Glock Virgin-Cosworth 1:40.648 8
22 25 Jerome d’Ambrosio Virgin-Cosworth 1:41.001 7
23 23 Vitantonio Liuzzi HRT-Cosworth 1:41.549 7
24 22 Narain Karthikeyan HRT-Cosworth 1:42.574 7
Q1 107% Time 1:43.516

2011 Formula 1 QANTAS Australian Grand Prix

Finalmente!! Finalmente começamos, acabou o lenga lenga e os carros começam a correr pra valer, sem alterações ou tanques vazios para mesclar um resultado. Agora a regra dos 107% se faz clara, e os tarugos serão eliminados.

Pit Lane (Foto: Sutton Images)

O primeiro treino livre me pareceu o fim da temporada passada, a Red Bull dominou sem esforço, colocando uma diferença de quase um segundo para o terceiro colocado, a diferença é que o campeão ficou em segundo, Webber, “dono da casa”, superou Vettel na última volta do treino. Ferraris, Mercedes e McLaren devem abrir o olho, se não pegar o touro no começo correm o risco de não alcançarem mais, principalmente a McLaren, que fez o 6º e 7º tempo, 1.6s atrás do líder e atrás de uma Williams, a de Rubens Barrichello.

Rubens Barrichello (Foto: Sutton Images)

Sim, o Rubinho fez uma estreia digna da sua experiência, colocou o carro número 11 na 5ª colocação do treino, superando as duas McLarens, a Mercedes de Schumacher, que fez o 8º tempo, e a Ferrari de Felipe Massa, que fez o 11º tempo, sendo superado por Petrov e Kobamito, 10º e 9º, respectivamente.

Suspensão F150th (Foto: Sutton Images)

Agora vem a parte mais chata do post, dizer que isso foi apenas um treino, dizer que este cenário pode mudar nos próximos treinos livres e na classificação, mas a empolgação foi tanta que eu acabei escrevendo um post digno de Grande Prêmio, não é, mas são as luzes vermelhas se apagando para a largada….

Pos Num Piloto Equipe Tempo Diferença Voltas
1 2 Mark Webber RBR-Renault 1:26.831 20
2 1 Sebastian Vettel RBR-Renault 1:27.158 0.327 19
3 5 Fernando Alonso Ferrari 1:27.749 0.918 20
4 8 Nico Rosberg Mercedes GP 1:28.152 1.321 16
5 11 Rubens Barrichello Williams-Cosworth 1:28.430 1.599 24
6 4 Jenson Button McLaren-Mercedes 1:28.440 1.609 29
7 3 Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 1:28.483 1.652 26
8 7 Michael Schumacher Mercedes GP 1:28.690 1.859 14
9 16 Kamui Kobayashi Sauber-Ferrari 1:28.725 1.894 13
10 10 Vitaly Petrov Renault 1:28.765 1.934 15
11 6 Felipe Massa Ferrari 1:28.842 2.011 20
12 9 Nick Heidfeld Renault 1:28.928 2.097 14
13 14 Adrian Sutil Force India-Mercedes 1:29.314 2.483 19
14 18 Sebastien Buemi STR-Ferrari 1:29.328 2.497 21
15 12 Pastor Maldonado Williams-Cosworth 1:29.403 2.572 24
16 19 Daniel Ricciardo STR-Ferrari 1:29.468 2.637 23
17 17 Sergio Perez Sauber-Ferrari 1:29.643 2.812 18
18 15 Nico Hulkenberg Force India-Mercedes 1:31.002 4.171 20
19 20 Heikki Kovalainen Lotus-Renault 1:32.428 5.597 13
20 25 Jerome d’Ambrosio Virgin-Cosworth 1:35.282 8.451 17
21 24 Timo Glock Virgin-Cosworth 1:35.289 8.458 15
22 21 Karun Chandhok Lotus-Renault No time 1
23 22 Narain Karthikeyan HRT-Cosworth No time 0
24 23 Vitantonio Liuzzi HRT-Cosworth No time 0

Jerez, Dia 2

A Mercedes GP, depois do treino de hoje, através do Alemão Michael Schumacher, mostrou que não é mais a mesma do ano passado, e superou Felipe Massa em 0,064s. A Ferrari, por sua vez foi a que mais deu voltas na pista espanhola de Jerez de la Frontera, ao todo foram 116 voltas, contra 112 de Schumacher.

Até arrisco o palpite que neste ano o domínio não pertencerá a apenas uma equipe, a julgar pelos treinos até agora, Ferrari, Mercedes GP e Red Bull devem disputar a ponta, apesar que em Jerez, a Red Bull não teve bons resultados até agora.

1 Michael Schumacher Mercedes GP 1:20.352 112 Voltas
2 Felipe Massa Ferrari 1:20.413 116 Voltas
3 Jenson Button McLaren 1:21.009 69 Voltas
4 Jaime Alguersuari Toro Rosso 1:21.214 72 Voltas
5 Mark Webber Red Bull 1:21.613 113 Voltas
6 Adrian Sutil Force India 1:21.780 73 Voltas
7 Sergio Perez Sauber 1:21.857 56 Voltas
8 Timo Glock Virgin 1:22.208 57 Voltas
9 Vitaly Petrov Renault 1:22.493 65 Voltas
10 Pastor Maldonado Williams 1:22.591 37 Voltas
11 Jarno Trulli Lotus 1:23.216 40 Voltas

Amanhã é o primeiro dia do Duelo Senna-Heidfeld para ver quem ficará com o cockpit de Kubica, torço para o Brasileiro, mas acho que dá Heidfeld.

 

Salão do Automóvel (27) – 23ª Edição – 2004

A 23ª edição do Salão Internacional do Automóvel, realizada entre 21 e 31 de outubro de 2004, teve público superior a 550 mil visitantes. Mais de 180 expositores representaram 32 marcas de automóveis que exibiram ao público pouco mais de 460 veículos, de diferentes modelos e versões. Os visitantes permaneceram, em média, duas horas e meia no Pavilhão de Exposições do Anhembi, percorrendo grande parte dos 25 mil m² de carpetes aplicados nas 28 ruas, que separavam os 52 mil m² de estandes.

Um avanço nos modelos de fabricação nacional saltaram à vista do público, que pôde ver também pilotos, filmes em 3D e shows musicais, tudo isso freqüentado por artistas de todas as características e qualidades, com presenças ilustres de Rubens Barrichello, Michael Schumacher, os irmãos Emerson e Wilson Fittipaldi, Felipe Massa, Kimi Räikkönen e muitos outros que fizeram parte deste show internacional do automóvel, um dos cinco maiores do mundo.

Ferrari 612 Scaglietti

Os destaques em veículos ficaram por conta de montadoras como Ferrari, Maserati, Ford, Peugeot, GM, Volkswagen, Renault e muitas outras. Modelos como o Pólo Sedan, da Volks, teve lançamento mundial no Salão. Já a Honda fez uma pré-apresentação do Fit, que hoje é um sucesso no mercado nacional. A Citröen trouxe o C3, hoje produzido no complexo industrial de Porto Real (RJ). Já a General Motors destacou, entre os seus cinco lançamentos, o Meriva.

A Ferrari e a Maserati apresentaram ao público carros inéditos, também símbolos clássicos do automobilismo de alta performance. Representando a famosa Casa de Maranello estava a recém-lançada Ferrari 612 Scaglietti, inédita no Brasil e que chegava direto para o Salão Internacional do Automóvel. A Maserati, por sua vez, trouxe direto da apresentação mundial no Salão de Paris seu super bólido MC-S, com o mesmo DNA da Ferrari Enzo.

Ironia do destino

Quando se fala em Michael Schumacher logo vem à cabeça os sete títulos do Alemão, o quão bom piloto que ele é, as barbeiragens que ele fez, a mais recente contra Rubens Barrichello, enfim, tudo aquilo que todos ja estão cansados de saber.

Por ironia do destino o Heptacampeão muindial da Fórmula 1 nunca correu à noite, nem em Cingapura. Schumacher se diz ansioso com o circuito e com as condições da corrida: “Eu tenho três razões para esperar pelo final de semana: é um novo circuito para mim, é uma pista de rua e será minha primeira prova noturna. Eu sempre gostei muito de ir a novos circuitos e Cingapura com certeza será uma grande aventura”, disse o alemão.

Essa é a prova viva de que não devemos dizer algo do tipo: “desta água nunca beberei”

Precisava mesmo?

A corrida deste domingo tinha tudo para ser a mais chata da temporada, como normalmente é o Gp da Hungria, mas os acontecimentos nos surpreenderam.

Pódio (Foto: Sutton Images)

A corrida começou sem emoções, Vettel manteve a primeira posição, Alonso passou Webber, assumindo a segunda posição. Quando o alemão já abria mais de dez segundo para o segundo colocado, apareceu um destroço de carro na pista, o que obrigou a entrada do Safety Car.

Grid (Foto: Sutton Images)

Foi aí que a confusão se formou, parecia até a Nascar, todos os pilotos, com exceção de Mark Webber e Rubens Barrichello, fizeram seu Pit Stop. A Ferrari deu exemplo, pois Felipe Massa não precisou ficar na “Fila do Posto” mesmo estando apenas duas posições atrás de Alonso.
Na correria, um dos mecânicos da Mercedes GP não apertou o parafuso da roda traseira direita do carro de Nico Rosberg, bastou ele arrancar para o pneu sair pulando pelo Pit Lane, acho que acertou um mecânico.

Nico Rosberg ao perder a roda (Foto: Sutton Images)

Enquanto isso, liberaram Robert Kubica sem prestar atenção no carro de Adrian Sutil, que entrava na sua vaga para fazer seu Pit Stop, como dois corpos não ocupam o mesmo espaço, a suspensão de ambos foi pro espaço, Kubica ainda tentou sair, deu algumas voltas, mas logo abandonou.

A partir daí começou uma briga de estratégia, pois Webber precisaria fazer sua parada e tentava abrir o máximo das concorrentes, para boltar à pista à frente de Alonso, pelo menos. Vettel tentou ajudá-lo, quando o Safety Car saia da pista, segurou o pelotão, dando vantagem para o companheiro. E foi por isso que foi penalizado, “Exceder a distância mínima de dez carros para o líder”, ou algo assim.
Cumpriu o drive through e voltou atrás de Fernando Alonso, onde ficou até o final da corrida. Lewis Hamilton abandonou na 23ª volta, com problemas no câmbio.

Rubens Barrichello é prensado contra o muro (Foto: Sutton Images)

Agora, precisava mesmo tudo isso Schumacher? Faltando 5  voltas para o final, Barrichello foi espremido no muro enquanto ultrapassava o alemão, um manobra completamente desnecessária, já que valia apenas a 10ª posição, que resultou na sua penalização, com a perda de dez posições no grid de largada na próxima corrida, na Bélgica.

Aqui, o resultado oficial:

Pos No Driver Team Laps Time/Retired Grid Pts
1 6 Mark Webber RBR-Renault 70 1:41:05.571 2 25
2 8 Fernando Alonso Ferrari 70 +17.8 s 3 18
3 5 Sebastian Vettel RBR-Renault 70 +19.2 s 1 15
4 7 Felipe Massa Ferrari 70 +27.4 s 4 12
5 12 Vitaly Petrov Renault 70 +73.1 s 7 10
6 10 Nico Hulkenberg Williams-Cosworth 70 +76.7 s 10 8
7 22 Pedro de la Rosa BMW Sauber-Ferrari 69 +1 Volta 9 6
8 1 Jenson Button McLaren-Mercedes 69 +1 Volta 11 4
9 23 Kamui Kobayashi BMW Sauber-Ferrari 69 +1 Volta 23 2
10 9 Rubens Barrichello Williams-Cosworth 69 +1 Volta 12 1
11 3 Michael Schumacher Mercedes GP 69 +1 Volta 14
12 16 Sebastien Buemi STR-Ferrari 69 +1 Volta 15
13 15 Vitantonio Liuzzi Force India-Mercedes 69 +1 Volta 16
14 19 Heikki Kovalainen Lotus-Cosworth 67 +3 Voltas 19
15 18 Jarno Trulli Lotus-Cosworth 67 +3 Voltas 20
16 24 Timo Glock Virgin-Cosworth 67 +3 Voltas 18
17 21 Bruno Senna HRT-Cosworth 67 +3 Voltas 22
18 25 Lucas di Grassi Virgin-Cosworth 66 +4 Voltas 21
19 20 Sakon Yamamoto HRT-Cosworth 66 +4 Voltas 24
NC 2 Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 23 Câmbio 5
NC 11 Robert Kubica Renault 23 Acidente 8
NC 4 Nico Rosberg Mercedes GP 15 Perda de Roda 6
NC 14 Adrian Sutil Force India-Mercedes 15 Acidente 13
NC 17 Jaime Alguersuari STR-Ferrari 1 Mecânico 17

GP da Europa (2)

Vettel venceu a segunda no ano e Webber voou, literalmente…

Numa pista de rua, onde ultrapassagens são raras, podia-se esperar uma coisa monótona, como tem sido ultimamente a cara da Fórmula 1. Em parte essa conclusão é correta, pois não houve muitas ultrapassagens, mas pra compensar essa ausência, erros e acidentes deixaram a corrida com um pouco mais de emoção.

Largada (Foto: Sutton Images)

Tudo começou na largada, quando Mark Webber, segundo no grid, largou muito mal e perdeu sete posições, cruzando a linha na primeira volta em nono. Mudando a estratégia, parou antes de todos, colocou pneus macios, deu algumas voltas e entrou no boxe novamente, dessa vez para colocar pneus duros e ir até o final da corrida. Voltou atrás de Heikki Kovalainen e, ao tentar ultrapassá-lo, colidiu com a traseira da Lotus, decolou, acertou uma placa de publicidade, caiu com as rodas para o ar, desvirou e colidiu fortemente com a barreira de pneus.

Webber decola na traseira de Kovalainen (Foto: Sutton Images)

Acerta a placa publicitária (Foto: Sutton Images)

Choca-se com a barreira de pneus (Foto: Sutton Images)

O Safety Car entraria naquela volta, então todos, com exceção de Kamui Kobayashi, anteciparam suas paradas, o que bagunçou toda a tabela. Nessa confusão, Felipe Massa foi quem saiu prejudicado, pois ficou na “fila do posto” e caiu de quarto para décimo sétimo. Schumacher cruzou a linha naquela volta em terceiro, parou logo depois, mas cometeu um erro: parou à frente do Safety Car, e quando saia do Pit Lane, luz vermelha! teve de esperar todo o pelotão passar até sair, na vigésima primeira posição.

Vettel exibe os troféus conquistados (Foto: Sutton Images)

Kobayashi foi o astro do dia, como não havia parado, estava em terceiro. Segurou a sua parada até  algumas voltas antes do fim, e ainda, na última volta, talvez por estar com pneus novos, ultrapassou Fernando Alonso e Sebastien Buemi conquistando a sétima posição. Barrichello também se deu bem, e terminou em quarto, sua melhor posição na temporada.

Outro fato que marcou a corrida foram as penalizações, Hamiltoncumpriu um drive through por ter ultrapassado o Safety Car, mas não foi prejudicado. Algumas horas após a corrida divulgou-se a penalização de 5s para Button, Barrichello, Hulkenberg, Kubica, Petrov, Sutil, Buemi, De la Rosa e Liuzzi, por completar a volta de entrada do Safety Car abaixo do tempo mínimo exigido. e 20s para Timo Glock, por não respeitar uma bandeira azul.

O resultado final:

Pos. Num. Piloto Equipe Voltas Tempo/Abandono Grid Pts
1 5 Sebastian Vettel RBR-Renault 57 1:40:29.571 1 25
2 2 Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 57 +5.0 secs 3 18
3 1 Jenson Button McLaren-Mercedes 57 +12.6 secs 7 15
4 9 Rubens Barrichello Williams-Cosworth 57 +25.6 secs 9 12
5 11 Robert Kubica Renault 57 +27.1 secs 6 10
6 14 Adrian Sutil Force India-Mercedes 57 +30.1 secs 13 8
7 23 Kamui Kobayashi BMW Sauber-Ferrari 57 +30.9 secs 18 6
8 8 Fernando Alonso Ferrari 57 +32.8 secs 4 4
9 16 Sebastien Buemi STR-Ferrari 57 +36.2 secs 11 2
10 4 Nico Rosberg Mercedes GP 57 +44.3 secs 12 1
11 7 Felipe Massa Ferrari 57 +46.6 secs 5
12 22 Pedro de la Rosa BMW Sauber-Ferrari 57 +47.4 secs 16
13 17 Jaime Alguersuari STR-Ferrari 57 +48.2 secs 17
14 12 Vitaly Petrov Renault 57 +48.2 secs 10
15 3 Michael Schumacher Mercedes GP 57 +48.8 secs 15
16 15 Vitantonio Liuzzi Force India-Mercedes 57 +50.8 secs 14
17 25 Lucas di Grassi Virgin-Cosworth 56 +1 Lap 21
18 20 Karun Chandhok HRT-Cosworth 55 +2 Laps 23
19 24 Timo Glock Virgin-Cosworth 55 +2 Laps 22
20 21 Bruno Senna HRT-Cosworth 55 +2 Laps 24
21 18 Jarno Trulli Lotus-Cosworth 53 +4 Laps 19
NC 10 Nico Hulkenberg Williams-Cosworth 49 Motor 8
NC 19 Heikki Kovalainen Lotus-Cosworth 8 Acidente 20
NC 6 Mark Webber RBR-Renault 8 Acidente 2