Diário de Bordo

Agora vou falar como aquele comercial: É incrível a sensação de dizer, eu estava lá!!

Que visitar o Salão do Automóvel é uma grande experiência, eu já sabia. Que os carros exóticos, juntamente com as modelos que os acompanham, são um show a parte, eu já sabia!

Agora, não sei se tem a ver com a retrospectiva que fiz no Blog, deve ter, talvez por ser a primeira vez que fui junto com meu pai, mas eu nunca tinha aproveitado tanto uma edição do Salão do Automóvel como aproveitei essa!

As surpresas começaram ainda a caminho do Salão, na Marginal Pinheiros passamos por um Chrysler 300C Limusine, preto, parando num posto de combustível, alguns minutos depois, já na Marginal Tietê, um Mustang Shelby GT 500 , cinza, passou na faixa ao lado, meu irmão tentou alcançá-lo, mas estávamos num Ford Escort, aí fica meio difícil.

Ford Mustang Shelby GT 500 (Foto: Rafael Gaspar/Gasparov Images)

Enfrentamos uma fila de carros para entrar no estacionamento do Anhembi, vimos os famosos Guard-Rails da Indy, estacionamos num local alternativo, tomamos uma van gratuita que nos levou para a portaria, no caminho, cruzamos com outro Mustang Shelby GT 500, desta vez branco. Se eu voltasse para casa dali já estaria feliz, mas eu precisava ir além.Ford Mustang Shelby GT 500 (Foto: Rafael Gaspar/Gasparov Images)

Às 15h01 dávamos os primeiros passos dentro do Pavilhão de Exposições do Anhembi, à primeira vista achei que não conseguiríamos andar, pelo tamanho da muvuca perto dos portões, o primeiro estande visitado foi do Etanol, onde é possivel ver um bólido da F-Indy e uma instalação explicativa sobre o Combustível da categoria, hesitamos por um tempo até decidirmos a direção a tomar.

Decidimos visitar primeiro as grandes montadoras, entramos num corredor estreito, passamos por trás do Estande da Platinuss e demos de cara com a Lotus JPS nº12 que Ayrton Senna pilotou em 1986, no estande da Bradesco Seguros.

Lotus JPS 84 (Foto: Rafael Gaspar/Gasparov Images)

Continua…

Anúncios