Bruno Senna será titular da Renault até o final da Temporada.

Enfim chegaram num acordo, Nick sai da equipe e Bruno fica até o fim da temporada.

Nick Heidfeld é um bom piloto, gosto do estilo dele, mas não se encaixou muito bem na Renault, conseguiu um terceiro lugar no GP da Malásia, mas só isso, foi superado várias vezes por Vitaly Petrov, e como piloto substituto, deveria saber que correria o risco de não terminar a temporada. Em vez disso, abusou do direito de espernear e entrou com uma ação contra a equipe para manter-se na vaga. Por causa disso, a equipe confirmou Bruno Senna somente até o Gp da Itália.

Com a decisão de hoje, Nick Heidfeld sai da equipe e deixa o cockpit com Bruno Senna até o fim da temporada. Esta é a chance de Bruno mostrar o que sabe, realmente a estreia dele, tem um carro bom, que pode brigar com Mercedes e até, quem sabe, com a Ferrari, vai ser interessante acompanhá-lo neste fim de ano, estou torcendo por ele!

Anúncios

2011 Formula 1 QANTAS Australian Grand Prix (4)

A abertura do campeonato não foi a melhor das corridas, mas também não foi a pior delas, acho que os novos itens não fazer muita diferença, com exceção aos Pneus Pirelli, que deixaram a corrida muito movimentada, devido às paradas.

A corrida começou com Sebastian Vettel disparando na frente, Alonso largando mal e nenhum acidente, as paradas começaram logo nas primeiras voltas. Rubens Barrichello protagonizou uma parte da corrida, começou escalar o pelotão, largou em décimo sétimo e ja estava em décimo primeiro, e subindo, até chegar à volta 22 e acertar a lateral de Nico Rosberg e tirá-lo da corrida, algumas voltas mais tarde ele seria considerado culpado da manobra e punido com Drive Through. Faltando 10 voltas pro final da prova, abandonou por problemas no câmbio.

Os destaques da corrida vão para o primeiro Russo a subir ao Pódio na Fórmula 1, Vitaly Petrov resistiu novamente à pressão de Fernando Alonso e terminou na terceira posição, mostrando que todos estavam errados apontando-o como segundo piloto em relação substitutu de Kubica, Nick Heidfeld terminou em décimo quarto. Sérgio Perez também merece ser citado, em uma prova com 48 paradas, o mexicano fez apenas uma, estreando na zona de pontuação, terminou em sétimo.

Felipe Massa não foi bem, no começo da corrida mostrou que poderia fazer algo, mas acabou ficando encalhado nas posições intermediárias, perdeu muito tempo e terminou em nono:

Pos No Driver Team Laps Time/Retired Grid Pts
1 1 Sebastian Vettel RBR-Renault 58 Winner 1 25
2 3 Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 58 +22.2 secs 2 18
3 10 Vitaly Petrov Renault 58 +30.5 secs 6 15
4 5 Fernando Alonso Ferrari 58 +31.7 secs 5 12
5 2 Mark Webber RBR-Renault 58 +38.1 secs 3 10
6 4 Jenson Button McLaren-Mercedes 58 +54.3 secs 4 8
7 17 Sergio Perez Sauber-Ferrari 58 +65.8 secs 13 6
8 16 Kamui Kobayashi Sauber-Ferrari 58 +76.8 secs 9 4
7 6 Felipe Massa Ferrari 58 +85.1 secs 8 6
8 18 Sebastien Buemi STR-Ferrari 57 +1 Lap 10 4
9 14 Adrian Sutil Force India-Mercedes 57 +1 Lap 16 2
10 15 Paul di Resta Force India-Mercedes 57 +1 Lap 14 1
11 19 Jaime Alguersuari STR-Ferrari 57 +1 Lap 12
12 9 Nick Heidfeld Renault 57 +1 Lap 18
13 21 Jarno Trulli Lotus-Renault 56 +2 Laps 20
14 25 Jerome d’Ambrosio Virgin-Cosworth 54 +4 Laps 22
Ret 24 Timo Glock Virgin-Cosworth 49 +9 Laps 21
Ret 11 Rubens Barrichello Williams-Cosworth 48 +10 Lap 17
Ret 8 Nico Rosberg Mercedes GP 22 +36 Laps 7
Ret 20 Heikki Kovalainen Lotus-Renault 19 +39 Laps 19
Ret 7 Michael Schumacher Mercedes GP 19 +39 Laps 11
Ret 12 Pastor Maldonado Williams-Cosworth 9 +49 Laps 15

Jerez, Dia 3

E agora José? Ou melhor: E agora Bruno?

Vida difícil a do brasileiro, quando pinta uma possibilidade de vaga, onde ele tem 50% de chances de conseguir, seu oponente faz o melhor tempo no treino. A disputa seria feita na pista, entre Bruno Senna e Nick Heidfeld, quem for melhor nos treinos de Jerez, conduzirá a Lotus Renault até a volta de Kubica.

Heidfeld fez a parte dele, com o primeiro lugar na terceira sessão de treinos em Jerez de la Frontera, colocando um pé e meio no cockpit, ele rodou 1:20.361. Resta-me continuar na torcida pro Senna fazer melhor que isso…

Logo atrás do alemão, Fernando Alonso, com 133 voltas, fez o segundo tempo, seguido de Michael Schumacher:

1 Nick Heidfeld Renault 1:20.361 86 Voltas
2 Fernando Alonso Ferrari 1:20.493 131 Voltas
3 Michael Schumacher Mercedes GP 1:21.054 114 Voltas
4 Lewis Hamilton McLaren 1:21.099 36 Voltas
5 Kamui Kobayashi Sauber 1:21.242 84 Voltas
6 Sebastian Vettel Red Bull 1:21.574 98 Voltas
7 Sebastien Buemi Toro Rosso 1:21.681 92 Voltas
8 Heikki Kovalainen Lotus 1:21.711 61 Voltas
9 Rubens Barrichello Williams 1:22.227 99 Voltas
10 Paul di Resta Force India 1:22.945 64 Voltas
11 Jerome d’Ambrosio Virgin 1:25.471 72 Voltas