Gp do Brasil (2) – Lotus 72

Não tenho  moral pra comentar o GP do Brasil, e até admiro os repórteres que desde quarta feira estão no Autódromo cobrindo cada ação de cada equipe, cada peça sendo montada. Eles estão acostumados com isso, mas eu não me conteria se tivesse direito a uma credencial dessa, principalmemte pra cobrir a Fórmula 1, a categoria máxima do Automobilismo Mundial, mas enquanto eu não entro nesse clube faço de conta que estou lá e dou meus pitacos olhando de fora mesmo.

Lotus 72 de Emerson Fittilpaldi na Ponte Estaiada (Foto: Reinaldo Marques/Terra)

A propósito, fiquei sabendo um pouco atrasado, mas foi incrível ver a Lotus de Emerson Fittipaldi na Marginal Pinheiros, são momentos como esse que tornam o automobilismo tão espetacular:

“Quase 10 000 (RPM) em 5ª, isso dá uns 260, 270 km/h. […]”

Será que o Radar pegou? E domingo ele vai correr novamente, desta vez em Interlagos, pra comemorar o 40º aniversário da sua primeira vitória na Fórmula 1.

Parabéns Emerson, você tem todo meu apoio, e tenho certeza que também terá o dos fãs de Fórmula 1.

eu prometo q vou te deixar em paz
Anúncios

Salão do Automóvel (27) – 23ª Edição – 2004

A 23ª edição do Salão Internacional do Automóvel, realizada entre 21 e 31 de outubro de 2004, teve público superior a 550 mil visitantes. Mais de 180 expositores representaram 32 marcas de automóveis que exibiram ao público pouco mais de 460 veículos, de diferentes modelos e versões. Os visitantes permaneceram, em média, duas horas e meia no Pavilhão de Exposições do Anhembi, percorrendo grande parte dos 25 mil m² de carpetes aplicados nas 28 ruas, que separavam os 52 mil m² de estandes.

Um avanço nos modelos de fabricação nacional saltaram à vista do público, que pôde ver também pilotos, filmes em 3D e shows musicais, tudo isso freqüentado por artistas de todas as características e qualidades, com presenças ilustres de Rubens Barrichello, Michael Schumacher, os irmãos Emerson e Wilson Fittipaldi, Felipe Massa, Kimi Räikkönen e muitos outros que fizeram parte deste show internacional do automóvel, um dos cinco maiores do mundo.

Ferrari 612 Scaglietti

Os destaques em veículos ficaram por conta de montadoras como Ferrari, Maserati, Ford, Peugeot, GM, Volkswagen, Renault e muitas outras. Modelos como o Pólo Sedan, da Volks, teve lançamento mundial no Salão. Já a Honda fez uma pré-apresentação do Fit, que hoje é um sucesso no mercado nacional. A Citröen trouxe o C3, hoje produzido no complexo industrial de Porto Real (RJ). Já a General Motors destacou, entre os seus cinco lançamentos, o Meriva.

A Ferrari e a Maserati apresentaram ao público carros inéditos, também símbolos clássicos do automobilismo de alta performance. Representando a famosa Casa de Maranello estava a recém-lançada Ferrari 612 Scaglietti, inédita no Brasil e que chegava direto para o Salão Internacional do Automóvel. A Maserati, por sua vez, trouxe direto da apresentação mundial no Salão de Paris seu super bólido MC-S, com o mesmo DNA da Ferrari Enzo.