Olhos na Nuca…

Estava navegando por sites de acessórios para motociclistas, procurando a viseira para o capacete que ganhei. quero usá-lo no próximo dia 1º, quando vou à Granja Viana correr novamente, quando me deparei com um modelo capacete que conta com um retrovisor.

O Vídeo abaixo explica bem como funciona:

Não piloto motos, mas percebo a dificuldade dos motoqueiros em enxergar quem está atrás, geralmente, quando me aproximo de algum motociclista, assim como nos automóveis, procuro os olhos do condutor no retrovisor, para ter certeza que ele me vê, mas percebo que ele demora para notar minha presença, seus retrovisores estão encobertos pelos seus braços ou desregulados. Talvez seja por isso que eles parecem andar pela cidade como se fossem os únicos na pista, salvo exceções.

Recentemente, assisti o Planeta EXPN, que passa na ESPN, uma entrevista com a Renata Falzoni, que comentava o acidente que matou o empresário Antonio Bertolucci, nessa entrevista ela dizia: “O condutor do veículo mais pesado é responsável pelo mais leve, mesmo se o motoqueiro fizer alguma barbeiragem, o responsável ainda é o motorista”. Nessa hora me veio na cabeça, como zelar por alguém que vive fazendo barbeiragens no trânsito? Talvez essas barbeiragens ocorrem porque o motoqueiro simplesmente não vê que há um carro ali.

Escrevendo sobre isso, me veio à mente a história do Luciano, que eu considerava muito, na época eu tinha seis ou sete anos e ele era o único que realmente dava atenção para nós, crianças. O Luciano tinha uma moto, e me levou para dar minha primeira volta, foi a volta no quarteirão mais prazerosa que eu já tive, nunca vou esquecer, desci da moto deslumbrado, gritando: “Mãe!! A senhora viu!? Eu andei de Moto!!”. Semanas mais tarde chegou a triste notícia, o Luciano havia sofrido um acidente na Rodovia Presidente Dutra. Segundo testemunhas, ele olhou para trás para ter certeza que não havia nenhum carro do seu lado, para mudar de faixa e ultrapassar o caminhão à frente. Nesse meio tempo, o trânsito parou e ele acertou a traseira do caminhão em cheio, faleceu horas depois no hospital. “Porque o Luciano, mãe?”, eu perguntava desesperado.
Na saída do velório, fiz uma promessa para minha mãe: “Nunca vou ter uma moto, porque perdi um amigo por causa dela!“.

Ah, se esse capacete existisse na época do Luciano…

Complexidade e Beleza

Complexo e belo, é uma boa maneira de definir um carro de Fórmula 1, é difícil imaginar quantas peças compõem o sistema, e o quanto cada uma é importante para um bom resultado na pista.

A Mercedez Benz, no seu museu em Surrey – Grã Bretanha, faz uma exposição com diversos itens da categoria, e um dos itens dessa mostra retrata bem a complexidade desses bólidos, trata-se de uma Mercedes GP desmontada, suspensa por fios de nilon. No total são 3 200 peças, permitindo ao visitante ver com detalhes o sistema de freios, a transmissão, o conjunto de direção, entre outros.

(Clique para ampliar)

 

Li no Pipoca de Bits.

Novidades!

Fechamos o mês de abril e temos novidades!

A primeira delas é mais dois recordes de visitas no nosso blog, mensal e diário: no recorde mensal, foram 912 visitas durante o mês, e o recorde diário, foi no dia 4 de abril que tivemos 172 visitas, infelizmente não fiquei feliz pelo motivo desse recorde, a morte de Gustavo Sondermann, mas o recorde está aí e é fato para comemorarmos.

A segunda é a mudança de endereço do Gasparov Motorsport:Agora, o blog do Rodolfo Gaspar, está disponível no http://gasparovmotorsport.wordpress.com/, finalmente meu irmão se tocou e mudou para uma plataforma de blog decente. Agora o blog engrena.

A terceira novidade é o novo Slogan do nosso Blog: “Velocidade e Tecnologia”. Decidi fazê-lo por causa da área que estudo, Tecnologia da Informação, acho que vai ser bacana das uns pitacos sobre tecnologia também.

A Terra não é Redonda!!

No último dia 31, quinta-feira, os cientistas da Agência Espacial Europeia divulgaram as imagens do satélite Goce, lançado em 2009, que gravou mais de 12 meses de imagens da Terra e mostrou que ela não é completamente redonda, parece muito com uma batata, tanto que o nome do vídeo abaixo é “Potato Earth”.

É engraçado, diferente do que estamos acostumados.

Por Falar em Acidentes…

Baseado nas discussões que li após o acidente da Copa Montana, sobre a segurança dos carros desta categoria, achei legal publicar um vídeo que assisti enquanto procurava o video do acidente. Nele, um narrador, em inglês, conta os itens de segurança que foram adicionados aos veículos da Nascar ao longo dos anos, e mostra os acidentes que motivaram tais mudanças.

O último item apresentado foi o “carro de amanhã”, ou algo do tipo, trata-se dos carros que são usaos atualmente, e conta que duvidavam da resistência do carro, até o acidente de Michael McDonnel, na classificação para o GP do Texas de 2008, que acredito ter sido mais grave do que o de Sondermann, e o piloto saiu andando.

Acho que já está na hora de repensarmos o nosso padrão de segurança no automobilismo Nacional.

Corta e faz Pick Up!

Basta andar um pouco na cidade para vermos carros deste tipo…

Geralmente são mutações baratas que acabam levando o coitado do carro para o ferro velho, mas alguns excêntricos endinheirados podem fazer algo bem feito:

A Chevrolet poderia considerar a hipótese de produzir em série, não?

Que nossas orações cheguem ao povo do Japão!

Essa será a mensagem estampada nos carros da Sauber no primeiro Grande Prêmio da Fórmula 1 desta temporada, a equipe de Kamui Kobayashi e Sergio Perez, não só eles, estão comovidas com a tragédia do último dia 11/03 e vão fazer uma homenagem ao povo japonês na Austrália.

Até o fechamento deste post os mortos passam de 5,7 mil

 

Dia Internacional da Mulher

Passei o dia pensando no que faria para homenagear as mulheres no blog, como não consegui nada diferente do tradicional, que era minha intenção, resolvi que não faria nada.

Quase no final do dia, passeando pelo Vocêtubo, como diria Flavio Gomes, achei um vídeo onde Riccardo Patrese, Italiano, ex-piloto de Fórmula 1, leva sua esposa para uma volta em Jerez de la Frontera, guiando um Honda Civic Type R.

O Vídeo é hilário, a mulher começa comentar com ele sobre uns pontos do circuito, somente até a primeira curva, onde ela percebe que a voltinha no circuito vai ser mais emocionante do que o planejado, enquanto Patrese mantém um sorriso maroto no rosto. O maior barato é quando ela percebe que está sendo filmada e cai na gargalhada, Riccardo termina o vídeo dizendo para algumas pessoas do lado de fora do carro, em italiano, que sua esposa pediu divórcio, enquanto ela sai do carro gritando “He are Crazy!!”.

Está longe de ser a homenagem adequada às grandes guerreiras, mas vale a pena conferir o vídeo.